top of page
  • Foto do escritorMari Rabelo

Fermentador PP pode SIM!


Caro amigo(a), é com muita alegria que vos falo que fermentadores PP (Polipropileno) podem SIM ser utilizados em cervejarias para registro no MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Todavia, você PODER não quer dizer que você DEVE utilizar qualquer fermentador PP. Vou explicar melhor:


O fermentador PP pode ser usado para fermentar mosto de bebidas em cervejaria e outras indústrias de bebidas alcoólicas e não alcoólicas, já que seu material é atóxico e alimentício. Conforme a legislação vigente (RDC n 91, de 11 de Maio de 2001), os “elastômeros e borrachas” são reconhecidos como tipos de materiais que compõe as embalagens e equipamentos aprovados para uso na indústria de alimentos e bebidas. Como se sabe, a polimerização do gás propileno ou propeno é uma das formas de dar origem ao polipropileno, o qual se caracteriza como um polímero termoplástico (elastômero, no caso) e compõe os fermentadores PP (CGVB Informa 16/2019).


Pra quem não sabe, os tipos de materiais aprovados para uso na indústria de alimentos e que podem ter contato direto com bebidas em qualquer fase de produção são regulamentados da seguinte forma:


A ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, é o órgão que tem a competência de regulamentar, controlar e fiscalizar todos os produtos ou serviços que envolvam a saúde pública (Lei 9.782/1999). Dessa forma, embalagens e equipamentos para alimentos e bebidas, bem como suas instalações físicas e tecnologias de produção, são abrangidos pelo órgão. Todavia, a ANVISA trabalha em harmonia com o Mercosul o qual, por sua vez, utiliza como referência regulamentos de embalagens e materiais para contato com os alimentos da Comunidade europeia, Estados Unidos e Instituto alemão como, por exemplo, FDA (Food Drug Administration), BfR (Instituto Alemão de Avaliação de Riscos), dentre outros.


E onde entra o MAPA??


O MAPA é o órgão que realiza a inspeção e fiscalização das indústrias de bebidas (Decreto 6.871/2009). Portanto, o MAPA é o órgão que vai verificar se as indústrias de bebidas apresentam equipamentos e embalagens em acordo com as legislações vigentes da ANVISA (Lei 8.918/1994).


Entendeu?


Observe que: a regulamentação de quais tipos de materiais podem compor equipamentos e embalagens para indústria de bebidas vai muito além do MAPA e responde à critérios internacionais!!


Além disso, é importante salientar que só o fato de o fermentador PP ser um “elastômero ou borracha” não garante a sua aprovação de uso na indústria de alimentos e bebidas. Existem legislações complementares que dispõem sobre migração de compostos que podem ser tóxicos à saúde humana quando em contato com alimentos e bebidas (RDC 51/2010 e RDC 52/2010). Dessa forma, para o caso de você decidir investir em um fermentador PP ou dorna de qualquer tipo de material plástico para a sua fábrica, certifique-se que você receba um laudo técnico do seu fornecedor garantido que o seu equipamento está de acordo com as RDCs mencionadas acima.


Ou seja, antes de comprar o fermentador ou dorna de material plástico, é preciso verificar o seu fornecedor e se certificar que ele esteja em acordo com as legislações vigentes. Portanto, não compre qualquer fermentador ou dorna plástica sem que haja procedência da origem desse equipamento!


E agora que você já sabe quais critérios avaliar na hora de comprar seu fermentador PP ou dorna plástica, então você está pronto para estas dicas:

  • você pode só comprar o mosto da bebida pronto e fermentar ele na sua fábrica, ou seja, pra ter um estabelecimento do tipo “cervejaria”, por exemplo, você pode comprar o mosto de cevada pronto de outra cervejaria e apenas fermentar e envasar esse produto no seu estabelecimento, assim você economiza não comprando “brassagem” e viabiliza financeiramente o seu negócio gastando menos (para saber mais sobre este tipo de estabelecimento que você compra mosto pronto, clique aqui);

  • você também pode começar a sua cervejaria comprando a brassagem de inox 304 e investindo em tanques de fermentação PP para viabilizar financeiramente o seu negócio investindo menos e, ainda, reduzir riscos de contaminação, já que comprar mosto pronto de outra cervejaria envolve ter altíssimo controle de limpeza e desinfecção de toda a sua instalação, peças, acessórios e transporte de mosto;

  • o uso de fermentadores ou dornas de resina, fibras, madeira ou alvenaria NÃO é recomendado para fermentação de mosto de bebidas, visto que são materiais que favorecem condições higiênico-sanitárias precárias com altas possibilidades de contaminação do produto por microorganismos, devido à incapacidade de descontaminação satisfatória destes materiais porosos;

  • cuide da imagem da sua indústria! O uso excessivo de plásticos e um ambiente desorganizado dificilmente transmitem uma mensagem de profissionalismo para os seus consumidores.


E aí? Você sabia que haviam tantas possibilidades e pontos de atenção para o uso de fermentadores PP?!

Lembre-se de compartilhar este artigo com aquele amigo que até hoje ainda se pergunta sobre isso.


Um grande abraço.

Até a próxima,




Dicionário Cervejeiro Industrial:

BRASSAGEM: equipamento utilizado na indústria de cervejas para fabricação do mosto de cevada e adjuntos, quando for o caso. Saiba mais clicando aqui.

19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page